Topo

Obrigado, mãe!

De repente, o mundo inteiro mudou. As portas das escolas fecharam e as telas de computadores acenderam para as aulas virtuais. As famílias se trancaram em suas casas para protegerem os seus e os outros. Sair por aí? Só se fosse em caso de extrema necessidade, com máscara no rosto e álcool em gel nas mãos. Parecia até coisa de filme, mas era vida real sem previsão de final feliz. 

Tivemos que desaprender algumas coisas e aprender outras para sobreviver a essa nova realidade. Um ano já passou e ainda não nos acostumamos, mas de alguma forma resistimos e continuamos na luta. E a verdade é que tudo seria ainda mais difícil e pesado se não fosse o afeto que aprendemos a transmitir uns para os outros mesmo a distância, assim como as aulas. O que seria de nós se não fosse o amor? Como sobreviver a este mundo sem ele? A resposta é bem objetiva: simplesmente não há como.

Foi com nossas mães que aprendemos a amar. Quando elas conversavam conosco ainda na barriga, descobrimos que não é preciso ver o rosto de uma pessoa ou tocá-la para estar perto dela. A distância não separa e o amor não é físico.  Com nossas mães, aprendemos também a ficar de pé mesmo quando tudo ao redor tenta nos derrubar. Ao vê-las trabalhando para nos dar o melhor, ainda que as coisas estivessem difíceis, percebemos que a força vem de dentro. Lá no peito a gente tem tudo o que precisa para seguir em frente. 

De luta em luta, nossas mães ensinaram que cada desafio vira lição, cada abraço é alívio, cada detalhe tem beleza e cada dor se transforma em esperança. Sempre é possível ressignificar e superar. Em tempos difíceis, devemos nos lembrar de tudo que as mulheres de nossas vidas foram e são. Elas nos tornaram fortes o suficiente para  enfrentar a vida real. 

Caso você seja mãe, a Educação Adventista deseja te homenagear e agradecer por tudo. Sem nossas mães, não teríamos chegado até aqui. Feliz dia para todas!

Confira a linda homenagem que preparamos para vocês, mamães:

Sem comentários
Adicionar comentário
Name*
Email*
Website